quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Mais um cordel do Projeto mostra cultural - Ejorb


“MEU PEDACINHO DE CHÃO”
O bairro onde eu moro
Tem luz e cor
Luz de alegria
E cor de amor
Nele existe um lar
Onde vivo a morar
Dá pra ver o céu
Da pra ver as estrelas
Dá pra ver a Lua
Que reflete em minha rua
A dignidade de um povo
Esperando um ano novo

Meu bairro é poesia
Onde vivo a sonhar
Nele encontro maravilhas
Que vivo a desfrutar
É um lugar lindo
Onde sempre quero estar

Nele eu cresci
E nele vou descansar
Viver uma vida toda
E sempre me orgulhar
Sobral terra boa
Onde sempre vou morar
Autores:
Janiele Alves, Jenifer Silva, Juliana Abreu, Pedrina Souza, Maria Adélia
(Alunas do 2° ano B – EJORB)

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Apresentando cordel - Projeto mostra cultura - Ejorb



“REALIDADE DA SOBRAL”
Cidade, cidadezinha
O que é que você tem?
Tem um Bairro muito bom
Mas, esquecido também.

Para todo canto que vou
Perguntam de onde sou
E digo que sou da Sobral
E já pensam que sou Marginal
A realidade é muito mal
Pelo fato que sou da Sobral

Moro aqui há muito tempo
Há muito tempo, moro aqui
Esse bairro é condenado
Mas, te rico que vive aqui
Vem julgando as pessoas
Por se vestir mal por aqui

Sobral, Sobral, Bairro bom de morar
Infelizmente, mal interpretada
Pelas pessoas que vem julgar
Ricos com pensamentos pobres
Um dia, a Sobral vai melhorar

Autores:
Karina Oliveira, Rafael Souza, Tiago Araújo, Vinicius Roque, Lucas Silva, Marcos Silva, Douglas Gustavo
(Alunos do 2°ano B - EJORB)

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Oficinas de ferramentas digitais para as turmas de 2º ano da EJORB



O NTE está apoiando o projeto A cultura como identidade local, coordenado pela professora, Bel Paixão, para dar visibilidade ao conteúdo construído na investigação dos alunos. As turmas estão trabalhando com ferramentas da plataforma Educacional - Educ – PARA CRIAR (http://educ.see.ac.gov.br/para-criar), blogs (blogger) para publicar suas análises; as fotos de cenários e inusitados achados em álbuns (blogiff); áudios (Soundcloud) de entrevistas com os moradores antigos; personagens do bairro - alguns famosos do bem, alguns do mal; tudo isso está sendo um exercício de criatividade que também está promovendo reencontros de gerações, os avós mostrando o amor pelo bairro em que moram a vida toda; os jovens se descobrindo como pessoas e enxergando que a periferia pode também impor moda, vontade política e eles podem ajudar a desconstruir estereótipos que foram impostos pela sociedade que apenas percebe o local como uma periferia violenta. Mas, agora poderão conhecer seus encantos através do olhar dos meninos da Ejorb.



Para conhecer coisas que somente se vê na Sobral, visitem os blogs: